Análise de Decisão Multicritérios (MCDA): uma revisão rápida sobre os critérios utilizados na Avaliação de Tecnologias em Saúde
Multicriteria Decision Analysis: rapid review about the criteria used in the Health Technology Assessment

J. bras. econ. saúde (Impr.); 10 (1), 2018
Publication year: 2018
Resumo
Objetivo: Identificar os vários critérios utilizados por agências e órgãos governamentais internacionais na Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS). Métodos: Foi realizada uma revisão rápida com busca estruturada na base de dados Medline (via PubMed) e Lilacs complementada por busca na literatura cinzenta, sem restrição de idioma. Incluíram-se estudos da área de saúde que descreviam critérios e que utilizaram o método MCDA (Análise de Decisão Multicritérios) na ATS. Excluíram-se estudos que avaliaram apenas uma tecnologia específica ou contexto restrito. Os critérios foram agregados e sumarizados conforme opinião de especialistas em ATS. Resultados: Foram identificadas 3.746 publicações, sendo 27 selecionadas. Os critérios extraídos foram categorizados e seus respectivos atributos foram listados. Dez categorias foram apresentadas: benefício e risco da intervenção (4 critérios); impacto da doença (4 critérios); impacto econômico (5 critérios); contexto terapêutico da intervenção (4 critérios); qualidade e incerteza da evidência (4 critérios); implementação da intervenção (5 critérios); benefícios para a sociedade (5 critérios); benefícios para o sistema de saúde público (5 critérios); benefícios para a indústria (1 critério); e outros (3 critérios). Os atributos mais prevalentes foram: custo-efetividade; segurança e tolerabilidade; impacto orçamentário para o sistema/plano de saúde; gravidade da doença; equidade; efetividade; custo. Conclusões: Os órgãos decisores utilizam grande variedade de critérios para o MCDA, refletindo visões e valores diferentes entre as culturas. O estudo fornece informação para discussão no contexto brasileiro de uma lista mais ampla e possível padronização de critérios a serem utilizados na tomada de decisão pública ou privada sobre a incorporação de novas tecnologias.
Objective: To identify the various criteria used by international government agencies and bodies in Health Technology Assessment (HTA). Methods: A rapid review was conducted with a structured search in the Medline database (via PubMed) and Lilacs supplemented by a search in the gray literature, without a restriction of language. Inclusion criteria were studies in health context, describing the criteria and using the MCDA (Multicriteria Decision Analysis) method in HTA. We excluded studies that assessed only one specific technology or restricted context. The criteria were aggregated and summarized according to the opinion of HTA experts. Results: A total of 3,746 publications were identified, of which 27 were selected. The extracted criteria were categorized, and their respective attributes were listed. Ten categories were presented: benefit and risk of the intervention (4 criteria); impact of disease (4 criteria); economic impact (5 criteria); therapeutic context of the intervention (4 criteria); quality and uncertainty of evidence (4 criteria); implementation of the intervention (5 criteria); benefits for society (5 criteria); benefits to the public health system (5 criteria); benefits for industry (1 criterion); and others (3 criteria). The most prevalent attributes were: cost-effectiveness; safety and tolerability; budget impact for the health system/plan; disease severity; equity; effectiveness; cost. Conclusions: Decision-makers use a wide variety of criteria for the MCDA, reflecting different views and values across cultures. The study provides information for a discussion in the Brazilian context of a broader list and a possible standardization of criteria to be used in public or private decision making on the incorporation of new technologies.